Destaques

14.06.2017 às 10:35hs

Alunos de Enfermagem do Univag levam projeto Primeiros Socorros para Educadores em creche de Cuiabá

Alunos no 9° semestre do curso de Enfermagem do Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), em parceria com Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), realizaram, na última quinta-feira (8), o projeto Primeiros Socorros para Educadores na creche Estadual Maria Eunice Duarte de Barros, em Cuiabá.

O projeto faz parte do estágio supervisionado realizado no SAMU, que visa capacitar os profissionais da educação e é uma ação preventiva. Além de saber como agir em situações de emergência, eles irão identificá-las, podendo assim evitá-las com maior eficácia. O treinamento foi dividido em duas turmas, a primeira pela manhã e a segunda no período da tarde.

O treinamento foi realizado por alunos de enfermagem do Univag e profissionais do SAMU. Os acadêmicos do Univag levaram também técnicas e procedimentos mais adequados para casos de convulsão, obstrução de vias aéreas e também a massagem cardíaca. “Essa capacitação faz parte do projeto de Educação Permanente desenvolvido pelos alunos em parceria com o SAMU, local onde estão estagiando. Nessa capacitação os alunos darão uma aula teórica sobre convulsão e práticas de reanimação cardiopulmonar, imobilização de fraturas e desobstrução de vias aéreas, assuntos esses vivenciados com frequência na creche”, conta a professora do curso de Enfermagem do Univag e responsável pelo projeto, Luiza Helena Lopes Medeiros.

A creche atende mais de 300 crianças, entre elas muitas com necessidades especiais. Ao total 60 professores participaram do treinamento. Para a diretora da creche, Maria Benedita Pacheco, a capacitação trará mais confiança e segurança para os professores no dia a dia dentro da escola. “Esse treinamento foi um presente do Univag para nossos professores, muitos deles não tinham conhecimentos de primeiros socorros. Nós agradecemos o Univag por essa oportunidade que favoreceu toda a comunidade escolar”, comenta a diretora.

Para a acadêmica Andreia Mara Gonçalves, a realização do projeto foi um desafio que proporcionou ensinamentos duplos. “Foi uma experiência enorme, porque nós passamos para os professores aquilo que aprendemos em sala de aula ao longo do curso. E ver o interesse deles, nos questionando e buscando aprender foi gratificante, nos mostra que nosso projeto está no caminho certo”, cita a acadêmica.

Há mais de 30 anos trabalhando com educação infantil, a professora Cátia Cristina Lisboa ressalta que os procedimentos de primeiros socorros são de extrema importância, pois os prepara para enfrentar de forma mais segura e eficaz possíveis eventualidades dentro da comunidade escolar. “Esse treinamento foi de extrema importância, as informações recebidas nos proporcionou um aprendizado que é essencial, principalmente quando se trata de crianças, precisamos ter diretrizes muito rápidas. Esse treinamento deu segurança para conduzir bem e fazer de tudo para que um incidente não vire algo mais sério", afirma a professora.

Segundo o coordenador do Grupo de Estudos de Emergências SAMU, José Carlos Soares Pereira, o projeto idealizado pelos alunos irá auxiliar todos os profissionais da educação. Ele ressalta que outras unidades de ensino devem receber o projeto. “Para nós do SAMU é uma grade satisfação essa parceria com o Univag, que é uma soma de conhecimentos em prol da comunidade escolar. Nossa intenção é levar esse projeto para toda baixada cuiabana”, comenta o coordenador.

Autor: Márcia Tomaz
Fonte: Assessoria Univag