Destaques

10.06.2022 às 10:00hs

UNIVAG e Poder Judiciário firmam parceria para fomentar conciliação e mediação

O UNIVAG- Centro Universitário de Várzea Grande e o Poder Judiciário de Mato Grosso, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e Cidadania (Nupemec), firmaram termo de cooperação técnica que vai possibilitar a prática da política de pacificação social. Com a parceria, os alunos do curso de Direito do UNIVAG irão vivenciar a experiência dos métodos adequados de solução de conflitos, o que formará profissionais com visão para o não litígio, do diálogo.

O termo foi celebrado no dia 08 de junho entre Nupemec, Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Várzea Grande e o UNIVAG, através do Núcleo Avançado de Práticas Jurídicas (NAPJ).

A cooperação visa à implantação do NAPJ do UNIVAG no Cejusc dos Juizados Especiais de Cuiabá. Alunos do 8º, 9º e 10º semestres, supervisionados por professores-orientadores, atenderão a comunidade.

O reitor do UNIVAG, Drauzio Medeiros, destacou a relevância de mais esta parceria entre a instituição e o Judiciário. “Sempre é um ganho para toda instituição de ensino. Essa parceria é extremamente importante em função da apresentação, conhecimento e vivência do alunado nessa área de conciliação e mediação. Um acordo alivia a todos. Esse trabalho de conciliação é extremamente importante e o Univag tem o privilégio de participar", reforçou.

O presidente do Nupemec, desembargador Mário Roberto Kono de Oliveira, ressaltou a necessidade de mudar paradigmas como litígio e nada melhor do que as universidades com os estudantes, que serão os novos profissionais, estejam inseridos na cultura de pacificação social.

“Ao invés de trabalharmos a litigância deve-se procurar métodos alternativos de solução de conflitos. A importância da assinatura desses termos é ímpar para todo o sistema de Direito. As universidades são os formadores dos novos profissionais e temos que sair do sistema contencioso para buscar alternativas consensuais. Essa mudança se faz desde aquele que vai iniciar no sistema de justiça, seja qual for a função escolhida, advogado, promotor, juiz, defensor ou procurador", afirmou.

A coordenadora do curso de Direito do UNIVAG, professora Danusa Balthazar de Andrade, pontuou alguns dos ganhos para os acadêmicos oriundos dessa parceria. “São incalculáveis porque primamos pela qualidade na nossa instituição. O aluno sai do NPJ realmente preparado para a vida prática e são exatamente essas parcerias que possibilitam esse conhecimento do aluno. Ele efetivamente participa, vai fazer audiências e atender, acompanhado de um professor, e adquire conhecimento. É mais uma opção que nossos alunos terão de poder aderir a esse estágio e que é fantástico para a qualidade do profissional que estaremos lançando no mercado”, frisou.

Vitor Campos, estudante do 7º semestre de Direito do UNIVAG é um dos alunos que já está no período de estágio e afirma que esta oportunidade oferecida por meio dos termos de cooperações celebrados contribuirá para sua vida acadêmica e consequentemente a atividade profissional. “Essa é mais uma oportunidade para nós acadêmicos podermos aprender mais com o mundo jurídico, que vai agregar muito valor na nossa grade curricular e corrobora para que possamos ser profissionais cada vez mais qualificados para o mercado de trabalho”, pontuou.

Também assinaram os termos e participaram da solenidade a juíza coordenadora do Nupemec, Cristiane Padim da Silva, o juiz-coordenador do Cejusc de Várzea Grande, Luis Otávio Pereira Marques, o vice-reitor do UNIVAG, professor Flávio Foguel, professor mestre Peter Willians, diretor da área de Ciências Sociais Aplicadas do Univag e o coordenador do Núcleo de Prática Jurídica, professor mestre Afonso Winter Júnior, além de alunos e alunas do curso de Direito do UNIVAG.

 

Autor: Patricia Xavier
Fonte: Assessoria UNIVAG